• 75 4141.7673
  • gpragascontroladora@gmail.com

CARRAPATOS

  • Carrapatos são parasitas externos que se alimentam do sangue dos hospedeiros, geralmente animais domésticos e silvestres, inclusive, o homem. Eles podem estar no solo, em locais com vegetação (gramados) e também nas frestas de paredes sempre à espera de um hospedeiro.
  • Quando se agarra a um hospedeiro, vai “passeando” pelo seu corpo até encontrar um local seguro, como o pescoço ou a cabeça, e se prende a ele para se alimentar durante horas. Sua picada, além de muito incômoda e dolorosa, também pode transmitir doenças, causar diversas reações alérgicas, lesões na pele, além de infestar o ambiente.
  •  Ele é responsável pela transmissão de doenças como a Febre Maculosa, Doença de Lyme, a Babesiose canina – que destrói os glóbulos vermelhos do sangue podendo causar anemia e problemas na coagulação sanguínea – e a Erliquiose canina – que ataca os glóbulos brancos do sangue do animal podendo causar até cegueira, além de infecções por protozoários e vírus tanto nos animais quanto no homem. A perda de sangue é uma questão preocupante quando se trata das infestações por carrapatos, já que esta situação pode causar morte ou tornar o hospedeiro vulnerável a outras doenças devido ao estado debilitado.
  • Na fase adulta, a fêmea pode colocar de 200 a 3.000 ovos. Ela fica no animal de 4 a 10 dias e, quando já produziu bastantes ovos, sai para colocá-los em locais como frestas de parede e piso, plantas, gramas, lugares escondidos da casa, móveis, terrenos baldios ou em praças perto de casa. Portanto, além de limpar o animal é necessário cuidar, também, da limpeza e desinfecção do ambiente.
  • No Brasil, eles se reproduzem durante o ano todo, porém, o aumento de incidência é registrado a partir do início da primavera e prossegue até o final do verão, devido às temperaturas mais altas.